Instituto Paulista de
Déficit de Atenção

Você consegue pensar antes de fazer?

Impulsividade é sinônimo de dificuldade com auto-controle. Prejuízos, a si mesmo e aos outros, são consequência de não parar para pensar. A impulsividade é um dos sintomas comuns ao TDAH - Transtorno de Déficit de Atenção / Hiperatividade, que é também denominado TDAHI, pela referência à impulsividade.

É bastante frequente encontrar pessoas agindo e se arrependendo posteriormente, que têm consciência do que é certo ou errado, adequado ou inconveniente; que são até mesmo capazes de expressar verbalmente o que deveria ser feito em cada situação... e que, apesar de todas estas capacidades, agem de forma oposta ou incompatível. Para piorar, causam problemas a si mesmas, involuntariamente. Para pessoas impulsivas o ditado popular é válido, porém ao contrário: "faz primeiro, pensa depois".


Seguir


Compartilhar


Origens da impulsividade

Na maior parte dos casos, a impulsividade se origina numa forte reatividade / sensibilidade ao momento presente, que produz um impulso para a ação bastante intenso, sem "parar para pensar". E quando o pensamento vem, já é tarde demais. Esta dificuldade em "parar para pensar" está diretamente ligada aos problemas de auto-controle e impulsividade.

A impulsividade pode levar a fazer coisas das quais a pessoa depois se arrepende, inclusive falar demais, sem qualquer crítica. Decisões ruins e planejamento insuficiente também são ligado à impulsividade. É comum esperar saídas e soluções imediatas, justamente pela sensibilidade intensa ao desconforto do momento presente. Pode se manifestar também em tendências compulsivas, como comer ou gastar em excesso.


Qual a relação entre TDAH e impulsividade?

O controle da impulsividade está diretamente relacionado à capacidade de inibir os impulsos, assim como a capacidade de concentração tem a ver com a capacidade em inibir distrações. Ambas dependem do bom funcionamento das áreas mesmas áreas cerebrais; por isto é comum ocorrerem simultaneamente no TDAH-I.

Assim, déficits funcionais em áreas cerebrais, especialmente pré-frontais, são as alterações orgânicas comumente encontradas no TDAH, que podem originar tanto os sintomas de distração quanto de hiperatividade e impulsividade. Quais destes sintomas irão se manifestar - e com qual intensidade - variam caso a caso.

Autor

Distração, esquecimentos, agitação, desorganização, baixo desempenho... não precisam ser para sempre.

É possível superar. Há muitas maneiras de melhorar sua qualidade de vida. Encontre a ajuda que você necessita.