Instituto Paulista de
Déficit de Atenção

Como é feito o Diagnóstico do TDAH - Transtorno de Déficit de Atenção


O diagnóstico do TDAH - Déficit de Atenção e Hiperatividade exige bastante cuidado e experiência. Apenas com um diagnóstico preciso é possível encontrar tratamentos eficazes. Isto é especialmente importante no caso do TDAH , pois há vários outros problemas e transtornos que podem mimetizar (imitar) seus sintomas. Como os sintomas principais do transtorno são muito comuns, é preciso ir além de uma simples lista de sintomas, até alcançar a uma análise extensa do caso.

Os principais sintomas do TDAH - distração, hiperatividade, impulsividade, esquecimentos, agitação mental, desorganização, baixo rendimento, dentre outros - são inespecíficos. Ou seja, são também encontrados em diversos outros problemas e transtornos, como ansiedade, depressão, transtorno afetivo-bipolar, deficiências cognitivas e de aprendizagem, além de disfunções comportamentais.


Seguir


Compartilhar



Existe também o risco de ocorrência de mais de um problema ao mesmo tempo - as comorbidades. No caso de adultos com queixas de sintomas associados ao TDAH, as comorbidades são muito comuns, exigindo uma atenção especial no momento do diagnóstico.


Por isto, no caso de sintomas de TDAH, é preciso realizar um Diagnóstico Diferencial, que irá avaliar as queixas da pessoa numa perspectiva mais ampla, investigando não apenas a hipótese de TDAH mas também de quaisquer outras condições que possam estar causando o sofrimento.


O diagnóstico diferencial do TDAH somente pode ser realizado por um especialista, com vasto conhecimento sobre os transtornos psíquicos, cognitivos, emocionais e comportamentais.



Não há restrição quanto a formação do profissional que faz o diagnóstico. Psicólogos, médicos psiquiatras ou neurologistas podem realizar um diagnóstico clínico, desde que tenham experiência e prática profissional extensa com estes pacientes.

Se houver suspeita de TDAH, procure um profissional especializado para uma avaliação completa. Isto pode trazer grande alívio para o sofrimento e melhora da qualidade de vida. O mais importante é que, ao procurar ajuda, o primeiro passo para a superação já foi dado.

Critérios para Diagnóstico de TDAH

  • Presença de sintomas em intensidade significativa (ou seja, que tenham causado danos importantes para a pessoa).
  • Os sintomas devem ter aparecido desde a infância, dentro das manifestações apropriadas em crianças. Sintomas que aparecem apenas na idade adulta são provavelmente devidos a outras causas, não TDAH.
  • Os sintomas não são melhor explicados por algum outro transtorno ou problema com sintomas similares (como ansiedade, depressão, stress crônico, baixa escolaridade, transtorno afetivo bipolar, déficits cognitivos, entre outros).
Autor

Um diagnóstico diferencial de excelência é pré-requisito para tratamentos bem sucedidos para o TDAH, suas comorbidades ou quaisquer outros problemas que estejam originando os sintomas.


Distração, esquecimentos, agitação, desorganização, baixo desempenho... não precisam ser para sempre.

É possível superar. Há muitas maneiras de melhorar sua qualidade de vida. Encontre a ajuda que você necessita.